Telmário Mota pede liberação dos recursos para saúde em Roraima

Foto: Jefferson Rudy

O senador Telmário Mota (PTB-RR) se mostrou preocupado com o avanço dos casos de Chikungunya no estado dele. Segundo o senador, de janeiro a abril deste ano, os casos no Brasil reduziram em comparação ao mesmo período do ano passado, mas em Roraima houve um aumento considerável.

Para Telmário, uma das causas pode ser a falta de investimento do governo federal na saúde local. Ele informou que emendas parlamentares destinaram mais de R$ 70 milhões para a saúde em Roraima, mas até agora nenhum centavo foi transferido.

Por outro lado, ele contou que boa parte das emendas destinadas ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) já foram investidas. Telmário defende uma divisão dos recursos das emendas restantes entre saúde e estradas.

— Nós vamos sim continuar defendendo esses R$ 70 milhões, faltam R$ 118 milhões ao todo e, desse dinheiro, nós queremos que seja dividido a metade pro Dnit e a metade pra saúde, porque o nosso povo tá precisando e Roraima tá à beira de uma epidemia.

Telmário Mota também registrou uma visita que fez ao general Franklinberg Ribeiro de Freitas, que ocupa o posto de presidente interino da Fundação Nacional do Índio, a Funai. De acordo com o senador, entre os assuntos tratados, foi destaque a interligação do estado de Roraima ao sistema elétrico nacional.

Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*