Reforma Política

Em discurso, senador Telmário Mota (PTB-RR).

Em discurso, senador Telmário Mota (PTB-RR).

A principal agenda do Congresso nesta semana, a reforma política, motivou várias manifestações do senador Telmário Mota (PTB-RR). Em um dos seus pronunciamentos ele se referiu em tom de alerta, a palestra do general Mourão Filho, na sexta-feira 15, em uma loja maçônica de Brasília, que revelou a disposição das forças armadas para uma intervenção militar no país.
Para Telmário as palavras do militar – que é Secretário de Economia do Exército – não foram motivadas apenas pelos cortes nos orçamentos das forças armadas feitos recentemente pelo governo federal, mas pela falta de perspectiva política, de pacificação institucional e de sinais que permitam à nação visualizar o fim da crise na qual o país está mergulhado.

“Claro que uma intervenção militar é a decisão mais drástica que poderia haver. E o melhor dos sistemas ainda é o sistema democrático. Mas a democracia deve ter regras claras, respeitadas e não pode conviver com aquilo que cada dia mais macula, cada dia mais destrói, cada dia mais tira a fé do povo brasileiro nas suas instituições. Por isso é muito importante que neste momento os poderes constituídos assumam suas responsabilidades, porque ninguém pode ficar na impunidade, na indecisão, pois não se pode mais colocar mal feitos para debaixo dos tapetes. Se nada acontecer pelo bom senso, só nos restará aguardar pela reforma política mais legítima de todas, que virá dos votos nas próximas eleições”, sentenciou Telmário.

Por Jair de Farias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*