Projeto isenta 13º salário e adicional de férias da cobrança de imposto de renda

Foto-1024x681

Matéria é do senador Telmário Mota (PTB-RR), que justifica a proposição como uma tentativa de diminuir a desigualdade no sistema tributário brasileiro

Tramita no Congresso Nacional um Projeto de Lei que pretende isentar os benefícios do 13º salário e do adicional de férias da cobrança do imposto de renda.

O PLS 145/2017 é de autoria do senador Telmário Mota (PTB-RR) e aguarda designação de relatoria na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. A matéria está aberta para consulta pública por meio do portal e-Cidadania.

Na justificativa da proposta, Mota ressalta a desigualdade das leis de tributação do Brasil que, segundo o senador, penaliza os mais pobres.

“A parcela mais rica da população paga percentualmente menos tributo sobre a renda do que a classe média, por exemplo. Além disso, os pobres, por terem rendimentos reduzidos, gastam quase que integralmente sua renda com o consumo de bens essenciais, sobre os quais incidem tributos sem qualquer distinção de capacidade contributiva”, diz a justificativa.

“Como é muito difícil rever esses absurdos, cabe buscar soluções que desonerem em parte a renda do trabalhador e minimizem a injustiça fiscal”, continua. Segundo Telmário Mota, o 13º e o adicional de férias são verbas não cotidianas do trabalhador e, portanto, poderiam ser desoneradas para que aumentar o montante de recursos do contribuinte.

Por Larissa Quixabeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*